Digestivo + Cólon

Colite Ulcerativa

Se você foi diagnosticado com colite ulcerativa, você deve saber que não está sozinho. Essa doença afeta aproximadamente 500.000 pessoas nos E.U.A.69 Em crianças pequenas, existem fatores adicionais a considerar no caso da colite, pois pode causar desnutrição e impedir o desenvolvimento adequado.

Entenda a Colite Ulcerativa

Embora a causa seja complexa, sabemos que envolve seus genes e sistema imunológico e pode sofrer um certo impacto do estilo de vida e meio ambiente. A colite ulcerativa é uma inflamação no revestimento mais interno (mucosa) do cólon, reto ou ambos. Dependendo de onde a inflamação esteja localizada, a síndrome pode receber nomes diferentes – pode ser denominada colite distal, proctite ulcerativa ou pancolite. Pequenas úlceras se formam no revestimento, que podem sangrar ou levar à infecção. Isso, por sua vez, causa outros problemas de saúde, incluindo dor abdominal, inchaço e constipação ou diarreia. Pode ocorrer a infecção, causando febre e fadiga.

Aparentemente, a doença está associada à presença de substâncias estranhas denominadas antígenos, que acionam o sistema imunológico e resulta na inflamação. Isso eventualmente pode danificar o tecido do cólon em si.

Os sintomas de colite podem parecer muito com os sintomas da doença de Crohn, o que dificulta o diagnóstico. Além disso, a colite pode gerar uma “crise”, iniciando a remissão por períodos prolongados, e gerando uma crise novamente anos depois - e também é um fator de risco para câncer de cólon.

Tratamentos para Colite Ulcerativa

Várias medicações podem ser usadas para aliviar os sintomas da colite, enquanto outras podem ajudar a manter os sintomas sob controle ou em remissão. Em alguns casos, se você não puder controlar os sintomas com medicação ou se for diagnosticado com câncer de cólon, a cirurgia pode ser necessária para retirar a parte danificada do intestino ou reparar uma ruptura do intestino.

Opções para Cirurgia

Se seu médico estiver recomendando a cirurgia de cólon, tente aprender o máximo possível sobre o procedimento. Com anos de pesquisa e avanços na tecnologia, atualmente existem diferentes opções de como os procedimentos são realizados. Juntamente com o procedimento tradicional "aberto" (que requer uma grande incisão), há uma abordagem minimamente invasiva (com pequenas incisões) que é igualmente eficaz. Esse segundo método tipicamente resulta em uma menor duração da hospitalização26,28 e recuperação mais rápida, com menos uso de medicação prescrita para alívio da dor28 e cicatrizes menores.

X
X
Compartilhar com os amigos

Interessado em compartilhar este item?

X
Tradutor do Código do Produto
X
Device code translator results

Volte para busca